19 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
19/09/23 às 9h46 - Atualizado em 19/09/23 às 9h54

GDF marca licitação para contratar empresa que vai reformar a Praça do Relógio

COMPARTILHAR

O investimento previsto é de R$5,5 milhões para obras de acessibilidade, paisagismo, mobiliário urbano e recuperação da fonte luminosa

Ótima notícia para moradores e comerciantes do centro de Taguatinga. Há muito aguardada, a reforma da Praça do Relógio vai sair do papel. A licitação para a contratação de empresa responsável pela obra será realizada no dia 19 de outubro, às 9h, no auditório da Secretaria de Obras. O investimento previsto é de R$5,5 milhões com recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (Fundurb). 

A licitação foi dividida em dois lotes. O primeiro prevê investimento de R$4,7 milhões na requalificação completa da praça com implantação de elementos de acessibilidade, renovação do mobiliário urbano e paisagismo. O segundo lote prevê investimento de R$832 mil na recuperação de espelhos d'água e da fonte luminosa.

"A Praça do Relógio é um importante marco na história de Taguatinga, além de ser uma área com grande circulação de pessoas. Sua recuperação, há muito aguardada pela população local, vai se somar ao boulevard em construção sobre o túnel Rei Pelé. Era o presente que faltava para darmos cara nova ao centro de Taguatinga", destaca Luciano Carvalho, Secretário de Obras.

O projeto de recuperação da praça foi desenvolvido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh). No quesito acessibilidade, é previsto o nivelamento do piso, além de rotas claras e acessíveis. Quanto ao paisagismo e mobiliário urbano, o projeto abarca a recuperação e implementação de jardins contornados por bancos; recuperação de espelhos d’água; implementação de novo sistema para a fonte luminosa; e instalação de mesas, lixeiras e paraciclos.

“Com o objetivo de preservar e fortalecer a memória histórica da praça, o projeto conta ainda com a recuperação do relógio, marco local, e de algumas áreas, preservando o piso original de pedra portuguesa”, detalha Maurício Canovas, representante da Secretaria de Obras no Fundurb.

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

*Com informações da Secretaria de Obras do Distrito Federal

 

Mapa do site Dúvidas frequentes