28 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/03/23 às 17h29 - Atualizado em 6/03/23 às 17h29

Alça do BRT do Túnel de Taguatinga já pode ser construída

COMPARTILHAR

A rampa exclusiva para ônibus do Túnel de Taguatinga já pode ser construída. Toda a estrutura de sustentação da pista que liga o boulevard do complexo viário à Avenida Elmo Serejo está pronta. Dois paredões, com 70 m de comprimento cada, conduzem a via de uma altura de quatro metros até perto da superfície. Entre eles, um aterro feito com 1.570 m³ de pó de pedra garante todo o apoio necessário para as faixas de rolamento.

Trabalhar com pó de pedra é garantia de sucesso em tempos chuvosos. Isso porque o material é mais inerte do que o solo argiloso. “Ele não é solúvel. Quanto mais água recebe, mais compactado consegue ser”, explica o engenheiro civil Samuel Teles. “Em outras palavras: pode chover o quanto for, que o pó de pedra não se perde”, ressalta. Não à toa, o aterro da pista do BRT levou cerca de uma semana para ser executado.

Se preencher o vão com pó de pedra foi tarefa rápida de ser concluída, erguer as muralhas demorou mais. A construção dos robustos paredões exigiu tempo e planejamento, uma atividade que levou mais de dois meses para ser finalizada. “Concretamos sete muros in loco, cada um com dez metros de extensão e altura variando entre quatro e um metros”, afirma o engenheiro de produção André Barbosa, um dos envolvidos na obra.

As faixas de rolamento da alça do BRT serão revestidas de capa asfáltica. A boa qualidade da pavimentação depende da execução cuidadosa de todas as etapas do processo. Primeiro, uma camada de brita graduada simples (BGS) será aplicada por cima do pó de pedra já compactado. Em seguida, essa base ganha um banho de piche. “Só então poderemos aplicar o asfalto”, explica Barbosa.

(Com Informações da Agência Brasilia)

Mapa do site Dúvidas frequentes