04 de fevereiro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
26/12/22 às 10h23 - Atualizado em 26/12/22 às 10h23

Separador vai melhorar qualidade da água captada pelo Túnel de Taguatinga

COMPARTILHAR

A preocupação com o meio ambiente faz parte da rotina do Túnel de Taguatinga. Por isso, o sistema de drenagem do complexo viário terá um separador instalado na parte final da rede. A estrutura tem o importante papel de melhorar a qualidade da água captada na passagem antes que ela chegue ao seu destino final, o Córrego do Cortado.

 

 

Instalado na parte final da rede, o separador tem papel de melhorar a qualidade da água captada antes que ela chegue ao destino final | Foto: Lucio Bernardo Jr./Agência Brasília

O separador nada mais é do que um reservatório com barreiras superiores que seguram os resíduos que boiam na água. Engenheiro florestal do Túnel de Taguatinga, Nelson Amaral explica que a chuva escoada pela rede de drenagem da construção trará consigo o óleo liberado na pista pelos veículos.

 

“As águas pluviais também costumam carregar graxa e resíduos de pneu que ficam no pavimento”, explica Nelson. “Daí a importância de haver um sistema de separação que evite lançar esses efluentes na natureza. Postos de gasolina e oficinas mecânicas também costumam ter um.”

Além do separador, o sistema de escoamento do Túnel de Taguatinga contará também com dois dissipadores, um na entrada da bacia de retenção e outro na saída. O dispositivo ajuda a reduzir a força da água captada pela rede, impedindo que a alta pressão provoque erosão no solo.

 

A bacia do Túnel de Taguatinga ficará a 500 metros da passagem, em um terreno que ladeia o Córrego do Cortado. O tanque terá 2,5 metros de profundidade, com volume total de 4.600 m³. A entrada da água será feita por manilhas de concreto com 1,2 metro de diâmetro. Na saída, tubulações de menor calibre desaguam no Cortado.

(Com Informações da Agência Brasília)

Mapa do site Dúvidas frequentes