04 de fevereiro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
15/12/22 às 12h45 - Atualizado em 15/12/22 às 13h45

Taguatinga Sul: mulheres podem fazer gratuitamente preventivo de câncer

COMPARTILHAR

O Serviço Social do Comércio do Distrito Federal (Sesc-DF) promove até 30 de dezembro atendimentos gratuitos voltados à promoção da saúde da mulher. Localizada na unidade do Sesc de Taguatinga Sul, a Carreta da Mulher oferece serviços como mamografias, exames preventivos, citopatológicos e inserção do dispositivo intrauterino (DIU), para quem está em situação de vulnerabilidade social.

O intuito é realizar ações preventivas para garantir o tratamento precoce de doenças em seu estágio inicial, com o rastreamento de casos de câncer de mama e de colo de útero. Além disso, o Sesc-DF busca integrar as atividades de educação em saúde à importância da rede de apoio para mulheres que já estão em tratamento.

Para fazer a mamografia, é necessário que as interessadas tenham entre 50 e 69 anos de idade. O exame de papanicolau é destinado a quem tem entre 25 e 64 anos. Para ambos os exames, é preciso apresentar documento com foto, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência em que o CEP seja do Distrito Federal.

As mulheres que desejarem a inserção do DIU de cobre deverão ter o preventivo em mãos, com validade de até um ano, e o teste de gravidez, por meio de exame de sangue, feito nas últimas 24 horas, caso não esteja menstruada. Menores de idade precisam estar acompanhadas de responsável. Em caso de solicitação para colocação de DIU, o agendamento deve ser feito pelos telefones: (61) 99698-3294 ou (61) 99526-5585. Para mamografia e prevenção basta enviar mensagem ou ligar para (61) 99994-11786.

Ao longo do ano, a ação transitou por várias regiões do DF.

A Carreta da Mulher está em frente à unidade do Sesc-DF em Taguatinga Sul, no Setor F Sul, Área Especial 3, perto do terminal rodoviário. O atendimento é realizado das 8h às 12h, e das 13h às 17h.

(Reportagem do Correiro Brasiliense)

Mapa do site Dúvidas frequentes